Programa Criança Feliz chega às famílias de Uruçu-Mirim

7 de maio de 2021

O atendimento é voltado para crianças de 0 a 6 anos do BPC, além de gestantes e crianças de 0 a 3 anos cadastradas no NIS

Após uma semana que a Secretaria de Assistência Social e Juventude de Gravatá deu início ao Programa Criança Feliz no distrito de Mandacaru, nesta sexta (07), foi a vez dos moradores de Uruçu-Mirim, que também fica na área rural, contarem com o apoio do programa. 

O Criança Feliz é um programa do Governo Federal e realizado pela Prefeitura de Gravatá, que cuida do vínculo familiar, proporcionando um ambiente saudável para os pequenos gravataenses, com atividades que envolvem o desenvolvimento social, cognitivo e educacional dessas crianças. 

Estiveram presentes no lançamento, em Uruçu-Mirim, a Secretária municipal de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, a diretora de inspeção da Secretaria de Educação de Gravatá, Alessandra Facundes, a enfermeira do Posto de Saúde da Família, Elaine Cristina Ferreira, e o coordenador do Programa Criança Feliz do município, Josinaldo Leão.

O coordenador falou sobre a parceria com o CadÚnico e os cuidados necessários para as visitas acontecerem mesmo durante a pandemia. “O Número de Identificação Social – NIS é muito importante para a vida de todo cidadão, porque a partir desse número que ele vai poder ser inserido em qualquer programa social. Então é muito importante esse número para a vida do cidadão e para participar do Programa Criança Feliz é necessário que esteja inserido no NIS”.

Josinaldo fala da parceria com o CADÚnico. “Todas as vezes que nós estamos fazendo lançamento nos distritos, na zona rural, a gente está trazendo o pessoal do CadÚnico para realizar o cadastro ou atualizar os dados. Diante da pandemia a gente realizou testes de covid-19 em todos os visitadores, então os pais que estão abrindo as portas para esses visitadores podem ficar tranquilos que nós estamos tomando todas as medidas necessárias com álcool, com distanciamento, com a máscara, tudo que é necessário para que a gente possa agir durante a pandemia também”. 

Duas visitadoras irão às casas dos moradores que participarão do programa devidamente identificadas com camisa, boné e crachá. 

A agricultora Maria Auxiliadora da Silva, de 33 anos, é gestante com 4 meses e vai participar do Programa Criança Feliz. Ela vai aconselhar outras famílias a participarem do programa também. “Aqui em Uruçu não tinha essas coisas e agora, graças a Deus e graças ao prefeito está trazendo esse programa. Eu fiquei muito feliz porque as crianças serão acompanhadas, pois muitas mães não têm tempo para acompanhar e os visitadores vem, ajudam e passamos mais tempo com as crianças, pois muitas vezes a gente não tem tempo e desse jeito a gente vai poder acompanhar mais as atividades. Eu aconselho outras famílias a participarem porque vai ser bom pra elas e pras crianças, que vão crescer melhor”.

A Secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, falou que “como diz o lema da nossa gestão o compromisso com as pessoas, estamos aqui para realizar e concretizar o nosso compromisso que temos com elas e estamos muito felizes. Eu, como secretária de Assistência Social, junto com o prefeito padre Joselito, em poder trazer esse programa para a zona rural. Não é fácil você manter qualquer programa na área central e trazer para a área rural é uma conquista que pode ser comemorada, porque não basta dizer que quer, tem que ir atrás. Quando a gente tem força de vontade e sabe que pode acontecer, realmente acontece com o apoio das família principalmente. O mais importante é que elas estão abrindo as portas da casa e do coração para receber nossa equipe”. 

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Ednaldo Lourenço (SECOM)

Last modified: 7 de maio de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content