Prefeitura implanta programa Patrulha Maria da Penha em Gravatá

16 de junho de 2021

O intuito é diminuir a violência doméstica no município devido aos números expressivos de violência contra mulher nos últimos anos 

Nesta quarta-feira (16), a Prefeitura Municipal de Gravatá por meio da Secretaria da Mulher em parceria com a Secretaria de Segurança e Defesa Civil, concretizou a implementação do programa Patrulha Maria da Penha.

O objetivo deste programa é diminuir a violência doméstica no município devido aos números expressivos no índice da violência contra a mulher ocorrido nos últimos anos, oferecer complementaridade e apoio ao Poder Judiciário nas ações de políticas públicas de proteção e enfrentamento da violência contra as mulheres. Além de garantir atendimento humanizado e integrado à mulher em situação de violência, que tenha requerido Medida Protetiva de Urgência, observado o respeito aos princípios da dignidade da pessoa humana, da não discriminação, bem como autonomia e autodeterminação das mulheres.

A solenidade aconteceu no auditório do Fórum da Comarca de Gravatá, localizado na rua Quintino Bocaiúva.

Foram convidados a compor a mesa o secretário de Segurança e Defesa Civil, Gilmar Oliveira, a secretária da Mulher, Ester Gomes, o juiz de direito da Vara Criminal, Dr. Severiano Antunes, o prefeito Padre Joselito, o deputado estadual Waldemar Borges, e a secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes.

Em um momento muito importante e expressivo para Gravatá, a secretária da Mulher, Ester Gomes diz: “A tarde de hoje é um marco em nossa Gravatá. A instalação da Patrulha Maria da Penha que tem como objetivo poder atender efetivamente aquelas mulheres vítimas de violência. A Secretaria da Mulher em parceria com a Secretaria de Segurança entende a necessidade de instalar mais essa ferramenta. É mais uma iniciativa importantíssima do governo público municipal da gestão do Padre Joselito e estamos muito felizes com mais uma conquista cumprida. É o início de um trabalho que seguramente vai contribuir para diminuir a violência da mulher em nossa Gravatá”.

Para o secretário de Segurança e Defesa Civil, Gilmar Oliveira, a instalação deste programa vai contribuir para a redução dos números de violência contra a mulher. “A capacitação que foi feita foi muito importante porque deu aos guardas municipais o conhecimento necessário para agir dessa natureza. O apoio da Secretaria da Mulher foi fundamental, sem elas a gente não teria saído do papel. É uma ideia deste programa de governo em juntar as Secretarias de Segurança e da Mulher para que pudesse efetivamente aqui inaugurar a Patrulha Maria da Penha”, completou.

O juiz, Dr. Severiano Antunes, destaca a importância desta iniciativa para facilitar as medidas a serem cumpridas: “A iniciativa do Governo Municipal com relação a esse projeto da Patrulha Maria da Penha é de extrema importância para o município de Gravatá ao paço de reforçar toda uma campanha no intuito de garantir os direitos da mulher e evitar, coibir a violência tão presente nos lares. Com a implantação da Patrulha, se traz mecanismos para fiscalizar mais eficaz as medidas judiciais deferidas a favor das mulheres, bem como esclarecer a população feminina sobre seu direito e sua possibilidade de procurar a delegacia, a justiça para solicitar as medidas protetivas que podem lhe garantir uma vida social em paz”, disse.

Presente neste ato simbolicamente forte, o deputado estadual Waldemar Borges pontua: “Com essa patrulha, estaremos dando um reforço nessa questão, particularmente colocando em foco uma atenção especial nessa violência que é mais covarde e mais complexa que é contra a mulher. Pernambuco tem colocado essa questão desde a primeira gestão de Eduardo Campos quando foi criada a Secretaria da Mulher, o padre Joselito vem nesse mesmo caminho, e iniciativas como essa só fortalece a importância de que a gente de fato tire de Gravatá daqueles velhos tempos e a coloque no caminho merecido de ser uma cidade modernizada e sintonizada com as preocupações que afligem a sociedade com um todo”.

Logo após, foi entregue pelo prefeito e pela secretária da Mulher o certificado ao comandante da Guarda, André Paiva, e à GM Flávia Souza do curso ofertado à Guarda Municipal para aperfeiçoamento e atuação na Patrulha Maria da Penha.

Na ocasião, o prefeito Padre Joselito assinou o Decreto nº 50 que cria o Programa Patrulha Maria da Penha e enfatiza: “Chegamos a concretizar um ítem do nosso plano de governo que é colocar em Gravatá a Patrulha Maria da Penha justamente para dar uma assistência, um apoio, fazer acompanhamento de modo que estejamos trabalhando no sentido de diminuir a onda de violência contra a mulher. Isso é muito importante, um trabalho necessário e nossa gestão é uma gestão que tem compromisso com as pessoas, por isso avançamos focando naquelas necessidades que são representadas de modo especial no que diz respeito a mulher”.

Também acompanharam a solenidade representantes da Secretaria da Mulher, da Secretaria de Governo, da Procuradoria Geral, da Imprensa, da 5ª CIPM, do Conselho Tutelar, além da promotora de Justiça representada por Vivian de Medeiros, da Delegada de Polícia representada por Gabrielle, do vereador Nego Suíno e do chefe de Gabinete, Lucas Noia.

Reportagem: Mathilde Souza
Fotos: Ednaldo Lourenço

Last modified: 16 de junho de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content