Criança Feliz beneficia famílias de Gravatá atendidas por programas sociais

28 de abril de 2021

Projeto tem o intuito de atender crianças de 0 a 6 anos do BPC, além de gestantes e crianças de 0 a 3 anos cadastradas no NIS

O compromisso com as pessoas, presente na atual gestão da Prefeitura de Gravatá, é notado em todos os lugares da cidade e com a infância não poderia ser diferente.  

Crianças de 0 a 6 anos de idade que são cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), além de gestantes e crianças de 0 até 3 anos que estejam cadastradas no Número de Identificação Social (NIS), ambos do Governo Federal, podem participar do Programa Criança Feliz, uma ferramenta importante no desenvolvimento da Primeira Infância e do vínculo familiar. 

O programa é realizado através de visitas domiciliares, realizadas por 14 estudantes de pedagogia, 10 de psicologia e quatro de serviço social, dando apoio às famílias, oferecendo minicursos para as mães e orientando como elas irão realizar as atividades com seus filhos.

A comerciante Valdilene, moradora do Bairro Novo, é uma das mães que aderiu ao programa e ela opina que “eu acho bom porque é uma forma de interagir com as crianças, que a gente no dia a dia deixa de fazer algumas vezes. As educadoras deixam atividades e eu ensino a pintar,  brinco com elas, é um incentivo para a gente dedicar um tempo para a família”.

A dona de casa Geovana Maria do Nascimento, de 22 anos, está grávida de 6 meses e é mãe de um menino de 2 anos. Ela também opinou sobre o programa. “Acho legal, porque ele aprende muito e eu interajo com ele, ajudo a fazer as atividades. Recomendo que as famílias participem”. 

Amanda Ribeiro é estagiária de psicologia do Programa Criança Feliz de Gravatá. Ela explicou como é realizada a seleção das famílias. “A gente trabalha principalmente nesse trabalho de busca ativa, de porta em porta, e a abordagem é explicar o que é o programa, o benefício que ele pode trazer para a família, e quando ela entende muito dificilmente não vai querer participar.  Daí preenchemos um formulário e posteriormente começam as visitas de fato”, explica.

O coordenador do Programa Criança Feliz de Gravatá, Josinaldo Leão, falou que o objetivo maior do programa é fortalecer os vínculos daquelas famílias que são atendidas. “Nós estamos retomando esse programa, então montamos e preparamos a equipe, ela foi testada e está disposta, indo às casas, realizando as visitas, para que a gente possa fazer o programa acontecer. Dessa forma, a gestão do prefeito padre Joselito realmente comprova que tem um compromisso com as pessoas”.

A primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude de Gravatá, Viviane Facundes, reforça o apelo às famílias para confiarem e aderirem ao Programa Criança Feliz. “Eu acompanhei todo processo seletivo e digo que a equipe está preparada, disposta a fazer o programa funcionar. Preocupados com a saúde de todos, sempre realizamos testes de covid-19 com as visitadoras. Mães, famílias, quero motivá-las a acolherem o programa e entender o quanto ele é importante para o fortalecimento dos vínculos familiares. A gestão do prefeito padre Joselito está empenhada em trabalhar por todos”, ressalta.

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Marcone Barros e Nilson Silva (SECOM)

 

Last modified: 28 de abril de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content