UFMG promove o curso de extensão: Atenção à mulher em situação de violência, na modalidade de ensino à distância

29 de março de 2017

Foto: Reprodução Internet

A UFMG, em projeto desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde, está promovendo o Curso de Extensão: Atenção à Mulher em Situação de Violência, na modalidade Ensino à Distância. O curso tem por objetivo capacitar profissionais para a abordagem da mulher em situação de violência e é composto por três unidades: Bases Teórico-Metodológicas da Abordagem da Violência; Políticas Públicas, Leis e Programas voltados para a mulher em situação de violência; O cuidado à mulher em situação de violência sexual.

O curso tem a carga horária de 15, 30 ou 45 horas a depender de quantos módulos o participante cumprir. A próxima turma será na modalidade à distância, com tutoria, e os alunos receberão certificados pela participação. Os interessados poderão fazer suas inscrições até 06 de abril e o curso terá início em 24 de abril. Os candidatos poderão fazer suas inscrições clicando AQUI

Depois de feita a inscrição, cada candidato receberá uma senha, com a qual terá acesso à Plataforma e às atividades. Podem se inscrever profissionais de qualquer área de conhecimento, com preferência para os que atuam nas redes de enfrentamento da violência contra mulher, inseridos em diferentes setores. O único pré-requisito é que o candidato tenha terminado curso de nível superior.

Dúvidas em relação ao curso ou à inscrição, entrar em contato com: 31-34099945.

CONTEÚDO: O curso é composto por três unidades:

  1. Bases Teórico-Metodológicas da Abordagem da Violência: Abordará de maneira introdutória, importantes teorias – clássicas e atuais – para explicar a disseminação da violência nas sociedades atuais e suas respectivas formulações de enfrentamento. Em seguida, apresenta os principais movimentos sociais que marcaram a história da humanidade e o papel da mulher nesses movimentos;
  2. Políticas Públicas, Leis e Programas voltados para a mulher em situação de violência: apresentará as políticas, as leis, as portarias, as estratégias, os decretos e os programas, alicerces do arcabouço político-institucional voltado para o enfrentamento da violência contra a mulher;
  3. O cuidado à mulher em situação de violência sexual: abordará, por meio da apresentação e discussão de casos, o cuidado prestado, integral, multidisciplinar, imediato e longitudinal, segundo o protocolo do MS, em vigor.

 

Last modified: 29 de março de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *