Setembro Amarelo: agentes de saúde participam de capacitação nesta quarta (04)

4 de setembro de 2019

Foto: Bruna Oliveira/SECOM Gravatá

A Secretaria de Saúde está promovendo, nesta quarta-feira (04), uma formação para os agentes comunitários de saúde do município no auditório da Secretaria de Educação. O objetivo é capacitar os profissionais para melhor abordar e identificar possíveis casos de depressão entre as comunidades, durante as visitas técnicas que são realizadas nos bairros. A ação faz referência à campanha do Setembro Amarelo, mês destinado ao combate contra o suicídio.

“Essa capacitação está sendo ofertada para os agentes comunitários porque são os que têm um contato imediato com a população, sendo eles os primeiros profissionais que podem identificar possíveis pacientes para serem atendidos pelo Centro de Atenção Psicosocial (CAPS II) do município. Sendo assim, os agentes estão recebendo instruções para poderem das as orientações necessárias para as pessoas com possíveis sintomas da depressão, como por exemplo, informar os locais que devem procurar ajuda na cidade, seja o hospital, ou o próprio CAPS. Nossa categoria se sente contemplada em estar participando dessa capacitação e agradece à gestão pela iniciativa, permitindo que o profissional de saúde se torne ainda mais seguro nas suas atribuições”, disse Tatiana Fradique, representante dos agentes comunitários de saúde.

Durante o encontro, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a história da reforma psiquiátrica no Brasil com a Dra. Catarina Elma, psicóloga e Coordenadora de Saúde Mental do município e que também atua no CAPS II.

“Pra vivenciarmos o Setembro Amarelo, é necessário que a população saiba como ajudar, identificar e notificar casos de sofrimento psíquico. Esse é um mês de muitas campanhas e queremos alcançar o objetivo, que é o de minimizar o sofrimento dessas pessoas. É importante que a população discuta e faça perguntas sobre a saúde mental do município, além de conhecer as equipes de saúde e do CAPS. Os agentes de saúde também precisam entender como se comportar com um indivíduo em crise mental”, enfatizou Dra. Catarina. 

A psicóloga Lidiana ainda ministrou uma palestra que abordou a temática “O que é crise”. Os agentes também puderam ficar por dentro do próprio funcionamento do CAPS II, através da exibição de vídeos e fotos que mostraram as principais ações e demandas do centro.

Marcondes Medeiros é agente de saúde da Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro Nossa Senhora das Graças e falou dos benefícios da formação.

“Essa capacitação é importante, pois sempre que adquirimos conhecimento, nós crescemos e ajudamos a população. Os agentes levam esclarecimentos para as pessoas, então, esse encontro nos ajuda a passar de forma mais clara e objetiva essas informações ao povo”.

Last modified: 4 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content