Servidores municipais participam da Oficina de Planejamento do Plano Municipal de Transparência

17 de maio de 2019

Fotos: Ricardo Labastier / SECOM Gravatá

Servidores e representantes da gestão municipal de Gravatá participaram nesta sexta-feira (17), no auditório da Secretaria de Educação, da Oficina de Planejamento do Plano Municipal de Transparência, promovida pela Associação Municipalista de Pernambuco – (Amupe), com o objetivo de capacitar os envolvidos a desenvolver instrumentos que tornem a gestão municipal cada vez mais trasparente, quanto ao uso público dos recursos financeiros, fazendo com que a sociedade se torne participativa nesse processo.

A ação é resultado da adesão da Prefeitura de Gravatá, desde 2017, ao projeto Gestão Cidadã da Amupe, realizado em parceria com a União Europeia.

“Nos dois primeiros anos, trabalhamos a parte técnica e teórica com o intuito de possibilitar o entendimento das leis, através  de capacitações dos profissionais para que pudessem contribuir para a construção de uma gestão mais transparente. Agora, é o momento de colocar a mão na massa, estabelecer as metas e ir a campo para fazer um governo cada vez com mais clareza e participação social,” explicou o gerente regional do Gestão Cidadã, Anderson Moreira.

Verônica Ribeiro, assistente técnica da Amupe, elogiou o empenho de Gravatá por promover com excelência o acesso do cidadão à informação, por meio da transparência.

“Isso primeiro tem que ser uma decisão do gestor de querer governar com clareza nas contas e com a participação do povo, atraindo sempre a população para as ações e projetos. Em Gravatá, nós vemos esse interesse do prefeito. Ele faz além do que o Tribunal de Contas pede, há a vontade de ver as coisas funcionarem bem,” falou.

 

“A maior obra de um gestor público nos dias atuais é zelar pela transparência nos gastos públicos, principalmente, em uma cidade como Gravatá, que passou por duas gestões desastrosas e por uma intervenção em que a população sofreu e pagou a conta. Estamos trabalhando seriamente e mostrando a todos onde é aplicado cada centavo,” disse o Prefeito Joaquim Neto que marcou presença no evento.

Saiba mais sobre o projeto Gestão Cidadã

Com duração de quatro anos, o projeto dispõe de uma equipe de consultores que, com o apoio dos agentes locais, tem realizado inúmeras atividades, entre elas, o diagnóstico local apurado de cada município parceiro para compor um documento de apoio para o monitoramento e acompanhamento de resultados alcançados ao final do cronograma de ações.

Também já foram realizados mapeamentos locais de estruturas e canais de participação e transparência, por meio de levantamento de informações e análise do grau de participação da sociedade na administração pública, dos tipos de canais e formas de  controles sociais já atuantes, além do grau de transparência das prefeituras.

Em Gravatá, a população dispõe de um Portal da Transparência que é referência na região, pela organização e clareza. Nele consta todos os gastos públicos geridos pela prefeitura e pode ser acessado por qualquer pessoa através DESTE LINK

Last modified: 17 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content