Servidores da Secretaria de Assistência Social e Juventude sofrem com veículos quebrados e sem manutenção

22 de fevereiro de 2021

Do valor empenhando para manutenção de veículos em 2020 não há saldo para pagamento de serviços

A Secretaria de Assistência Social e Juventude de Gravatá conta com uma frota de oito veículos, entre eles: 02 motos XRE 300, 02 Ônix, 01 Ducato, 01 Prisma, 01 Cobalt e 01 Kombi. Desse total, 04 estão parados por falta de manutenção. A Kombi, utilizada para a entrega do leite, e os veículos Prisma, Ônix e uma das motos, atendem as demandas dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro Especializado de Assistência Social (CREAS), entre elas, viagens intermunicipais.

Com isso, a secretaria municipal tem passado por dificuldades nos serviços, nos atendimentos às demandas, a exemplo da entrega do leite nos distritos com o uso da Ducato, que poderia estar em atendimento de outras demandas.

A falta da manutenção nos veículos acontece devido ao valor empenhado pela gestão passada, no qual, o contrato com a empresa Linkcard, de São Paulo, informa o valor de R$ 125 mil, porém, não há saldo para pagamento de serviços (mecânica e eletricista em geral), disponível apenas recursos para compra de peças.
De acordo com o coordenador de frota de veículos da secretaria, Danilo Souza, não foi possível identificar as últimas manutenções nos veículos da Secretaria de Assistência Social e Juventude. “Recebemos veículos com problemas, embora tenha sido realizado um desfile na gestão passada. Para nossa surpresa, o contrato de 125 mil destina 90 mil para compra de peças e 35 mil para manutenção. Desse total foi usado quase 82 mil e não conseguimos localizar manutenção nos carros da Secretaria de Assistência Social. O valor pode ter sido usado em manutenção de veículos em outra secretaria”, destaca o chefe de frota, que explica que o contrato está ativo para toda a gestão municipal.

Na última sexta-feira (19), o veículo, Prisma parou de funcionar em frente à Sociedade Musical XV de Novembro. O motorista, José Ricardo explica o ocorrido. “Eu estava próximo ao sinal e o carro começou a cortar, eu acelerava e ele não respondia. Pode ser defeito na bomba injetora que não está respondendo, inclusive acende a luz dela no painel. Além disso também tem o alternador que apresenta problemas”, disse.


Fotos: Anderson Souza (SECOM)

Last modified: 22 de fevereiro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content