Secretaria de Saúde realiza Pré-Conferência em prol da comunidade LGBTQI+

21 de março de 2019

Foto: SECOM/Gravatá

Na manhã desta quinta-feira (21), a Secretaria de Saúde promoveu uma pré-conferência no Grupo Barros, localizado na rua Amaury de Medeiros. O objetivo foi discutir a elaboração de programas e políticas públicas  voltadas para a saúde da comunidade LGBTQI+.

Cerca de 20 pessoas participaram do encontro, incluindo representantes LGBTQI+ e do Conselho de Saúde. Na ocasião, foi realizada a eleição dos delegados que irão participar das conferências estadual e municipal, representando o município. São os delegados de cada cidade que terão o poder de voto na hora de decidir os planos de metas das melhorias para a comunidade.

O Presidente do Conselho Municipal de Saúde, André Carvalho, falou sobre as pautas debatidas e da relevância em discutir a temática.

“É de extrema importância discutir sobre os direitos da comunidade LGBTQI+ na saúde, pois, infelizmente, ainda há  situações na sociedade que colocam este grupo em situações de discriminação, inclusive nos âmbitos da saúde pública. Falamos sobre diversos temas durante a pré-conferência, como violência, saúde e direitos”

A representante das causas LGBTQI+, Alana Senna, foi uma das participantes da pré-conferência. Ela falou sobre a importância de lutar pelos seus direitos e de como o evento foi importante.

“Nós somos uma minoria que está ganhando voz e espaço. Estamos desenvolvendo planos e projetos, mostrando para a sociedade que somos capazes e que merecemos respeito e igualdade. Essa pré-conferência nos encoraja à buscar nossos direitos na área da saúde. Esse evento também reeduca a sociedade”.

No ano de 2019, irão acontecer as Conferência Nacional e Estadual Saúde. É diante disso, que a Secretaria Municipal de Saúde vem se preparando, através das pré-conferências, reunindo grupos específicos, a fim de garantir uma melhor qualidade de vida para todis os gravataenses. Outras pré-conferências já foram realizadas, como a pré-conferência da mulher, do trabalhador, da pessoa idosa e da pessoa com deficiência.

Last modified: 22 de março de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content