Secretaria de Saúde inicia a realização de exames para identificar a presença de Esquistossomose na zona rural de Gravatá

25 de fevereiro de 2021

É de suma importância a sensibilização da comunidade para realizarem esse exame que começa nesta semana

A Secretaria de Saúde por meio da Ação Integrada de Saúde e a Atenção Básica inicia a realização do exame de cultura na comunidade da Lagoa de Fernando e no distrito de Mandacaru para identificar a presença de Esquistossomose.

Doença causada por um verme, a Esquistossomose geralmente acomete em pessoas que tiveram contato com coleções de água onde existem caramujos infectados. Os indivíduos contaminados apresentam um quadro clínico sugestivo sem sintomas agudos e crônicos.

A Secretaria de Saúde faz um apelo a toda população que reside nos locais onde a equipe irá realizar o exame parasitológico de fezes, que é de suma importância para identificar a existência de ovos de Schistosoma Mansoni, pois dependendo do resultado será possível avaliar a necessidade de realizar exames mais precisos e a liberação dos medicamentos para o tratamento.

As duas localidades foram escolhidas após casos confirmados. Segundo o coordenador de Vigilância Ambiental, Vandenberg Oliveira, é muito relevante a população se prontificar a receber os Agentes Comunitários de Saúde em suas residências, pegar o meio de cultura (potinho) e fazer a mostra para que os agentes levem ao laboratório. “Isso vai garantir o monitoramento em cima dessas pessoas, aqueles que o resultado for positivo será disponibilizado o tratamento. O acesso ao medicamento é através do resultado do exame”, destaca.

Essa ação tem previsão de iniciar ainda essa semana e vai ocorrer durante três meses, e durante a visita dos agentes comunitários irão explicar aos moradores como deve ser realizada a amostragem.

Reportagem: Mathilde Souza

Last modified: 25 de fevereiro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content