SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL

_____________________________________________________________________

Endereço: Rua Joaquim Souto Maior, SN – Nossa Senhora das Graças – Gravatá – PE
Fone: (81) 3563-9010
E-mail: meioambiente@prefeituradegravata.pe.gov.br
Atendimento ao Público: 7h às 13h

_____________________________________________________________________

Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural.

Aarão Lins de Andrade Netto.

Aarao LinsAarão Lins de Andrade Netto é Engenheiro Agronômico, tendo se formado em 1985, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – (UFRPE). Ocupou o Cargo de Presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Agricultura de Pernambuco – (CESMAPE). Foi, também, Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca – (COBH – Ipojuca). De 1999 a 2003, Aarão Netto ainda atuou no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – (IBAMA), como Chefe do Posto de Fomento Florestal do município de Vitória de Santo Antão – PE. 

 

 

Secretário Executivo de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural.

Luiz Roberto Medeiros.

Luiz Roberto Medeiros formou-se em Medicina Veterinária, em 1983, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – (UFRPE). É especialista em Reprodução Avançada, tendo adquirido o título na Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, em 1999. Foi Presidente da Society Club Pernambuco e, de 2001 a 2016, atuou como técnico na Caroatá Genética.

 

 

 

 

Presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente.

Geraldo Miranda Cavalcante.

Geraldo Miranda Cavalcante  é Engenheiro Civil, tendo se formado em 1967, pela Universidade Federal de Pernambuco – (UFPE). É especialista em Engenharia Sanitária, pela Universidade de São Paulo – (USP), tendo adquirido o título em 1974. Em 2001, especializou-se, também, em Auditoria Ambiental, pela EARA. De 1972 a 1993, Geraldo Cavalcante ocupou o cargo de Diretor Estadual de Gestão Operacional da Companhia Pernambucana de Saneamento – (COMPESA). Atuou como Diretor de Limpeza Urbana na Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana – (EMLURB), órgão ligado à Prefeitura de Recife-PE. Na Prefeitura de Paulista-PE, assumiu o posto de Secretário de Planejamento e Meio Ambiente, na gestão de 2007 a 2011. Foi ainda o Diretor de Controle Ambiental da Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco – (CPRH).  

 

ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA

Art. 22.  (da Lei Nº 3718/2017) Compete à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural:

I. desenvolver políticas de proteção de meio ambiente, notadamente no que se relaciona com tratamento do lixo, recursos hídricos, florestais, mananciais e cursos d’água, matas ciliares e reflorestamento;

II. atuar em conjunto, desenvolvendo ações e políticas públicas com outras esferas de governo no que tange à pesquisa e desenvolvimento científico do meio ambiente;

III. promover e implantar políticas de preservação do Meio Ambiente;

IV. superintender as ações do Governo Municipal relacionadas com o desenvolvimento do setor primário, compreendendo atividades de levantamento e pesquisas, elaboração de projetos, programas e planos de ação que visam à melhoria da produção agropecuária, do abastecimento e dos recursos hídricos;

V. promover e coordenar ações em favor de projetos direcionados para a produção agrícola e animal;

VI. incentivar a realização de pesquisas e experimentações, visando a racionalização dos programas direcionados às atividades dos setor primário do Município;

VII. promover programas voltados para o desenvolvimento socioeconômico do meio rural, mediante a adoção de políticas de extensionismo, cooperativismo e associativismo;

VIII. programar e executar eventos de caráter promocional e divulgacional, através de exposições e feiras;

IX. planejar e executar as ações do Governo Municipal relacionadas com a política hídrica para o Município;

X. desenvolver e executar projetos específicos de abastecimento d’água, irrigação e meio ambiente, voltados para as áreas rurais, distritos, vilas e povoados;

XI. coordenar outras atividades destinadas à consecução de seus objetivos.

XII. Recolher, sempre que possível, de acordo com a sua capacidade, animais abandonados ou extraviados e encaminha-los para adoção;

XIII. Devolver os animais silvestres ao seu habitat natural.

 

 

 

 

Comments are closed.

Skip to content