Secretaria da Mulher de Gravatá promove debate sobre conquistas legais femininas

12 de março de 2021

Nomes da política e justiça pernambucanas marcaram presença na transmissão ao vivo pelas redes sociais da prefeitura

 

A secretaria da Mulher de Gravatá promoveu, no gabinete do Paço Municipal, um debate importante e necessário no cenário atual com o tema “Mulheres e Suas Conquistas Legais”. 

O debate, que está dentro da programação da Semana da Mulher, foi transmitido ao vivo pela internet nas redes sociais da Prefeitura de Gravatá. Este formato foi adotado por causa dos protocolos de distanciamento provocados pela pandemia do COVID-19. 

Além da secretária municipal da Mulher, Ester Gomes, e a executiva da pasta, Macione Pessoa Baroni, participaram da conversa a vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, a promotora de Justiça, Fernanda Nóbrega, e a delegada de polícia e deputada estadual, Gleide Ângelo. 

A promotora de Justiça, Fernanda Nóbrega, destacou duas conquistas nesta Semana da Mulher, “A aprovação no Senado Federal da lei que prevê a perseguição como crime, mas sabemos que a mulher sofre mais esse tipo de ação, seja pessoalmente, pela internet, e a outra foi a recomendação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) orientando os promotores de justiça a atuar de forma mais efetiva nos casos de violência contra a mulher. 

A deputada estadual Gleide Ângelo, que é delegada de Polícia, destacou a ocupação feminina na polícia e em outras profissões. “Nos mulheres somos mais da metade da população, mas estamos distante de ter a distribuição igualitária nas profissões, sobretudo na política. Por isso foi louvável esse debate promovido pela secretaria da mulher e pelo prefeito padre Joselito, porque é o fortalecimento das políticas públicas voltadas para as mulheres”.   

A primeira mulher a ocupar o cargo de vice-governadora do estado, Luciana Santos, destacou a desigualdade salarial e ainda a má distribuição dos afazeres domésticos. “A mulher foi a mais prejudicada dentro da pandemia, porque ela é quem assume, em sua maioria, profissões que são dedicadas à prestação de serviços, e esse setor sofreu muito com as restrições”. Ela sugeriu a reforma política como uma forma de mudar o atual cenário. 

A secretária Ester Gomes explicou o motivo da live. “Dado a importância do Dia Internacional da Mulher e entendendo que a luta perpassa o dia e se estende ao mês, e por causa dessa pandemia e respeitando o decreto estadual, tivemos que reorganizar todas as atividades previstas. Desse modo, fizemos uso desta ferramenta importante que é a internet e transmitimos esse debate importante para chegar na casa das pessoas”. 

A secretária complementa que “fizemos a junção de mulheres com histórias de expressividade e isso é um ganho para a secretaria da Mulher, que busca muito mais ações ao longo de sua gestão e dizer que a proposta vem nessa perspectiva de dar vez e voz a mulheres que compõem esses organismos institucionais de tamanha relevância”. 

Foto: Anderson Souza (SECOM)

O prefeito padre Joselito destacou que “devemos refletir sobre a violência contra a mulher, que é algo crescente, mas que por meio da secretaria da Mulher iremos desenvolver políticas públicas que trabalham na prevenção. Estaremos cultivando a cultura da não violência. Parabenizo a secretaria e a equipe pela programação especial, sobretudo esse debate”. 

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Nilson Silva (SECOM)

 

Last modified: 12 de março de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content