Rede de apoio socioassistencial de Gravatá alinha atividades e debate melhorias na qualidade dos atendimentos à população

9 de maio de 2019

Fotos: Ricardo Labastier / SECOM Gravatá

Os representantes de todos os setores da Prefeitura de Gravatá que prestam algum tipo de serviço socioassistencial no município participaram nesta quinta-feira (8), no auditório da Secretaria de Meio Ambiente, de uma reunião que teve o objetivo de apresentar as atribuições de todos estes setores com o intuito de que todos saibam as funções de cada departamento para facilitar o atendimento do público.

Além do Conselho Tutelar, estiveram presentes no encontro representantes das unidades 1, 2, 3 e 4 dos Centros de Referência em Assistência Social – (CRAS), e também do atendimento especializado (CREAS), órgãos ligados à Secretaria de Assistência Social e Juventude e que atendem jovens e famílias enquadradas em situações de vulnerabilidade social; representantes do Centro de Inclusão de Gravatá – (CIG) e do Núcleo de Atendimento Educacional Especializado – (NAEE), instituições responsáveis por acolher e atender estudantes e outras pessoas com deficiência do município.

“Quando todos sabem o que está sendo feito por cada um em todas as unidades do município que estão interligadas, fica mais fácil orientar as pessoas que chegam a essas unidades em busca de informações dos serviços que elas necessitam. Muitas vezes, o cidadão chega a um desses estabelecimentos e não sabe se é exatamente ali o local que vai prestar o serviço que ele está procurando. Por isso, é preciso que toda a rede municipal esteja por dentro de tudo para saber dar as orientações corretas à população. Esta parceria entre a rede é essencial para a otimização do trabalho e o melhor atendimento ao nosso público,” esclareceu a Secretária de Assistência Social, Ana Lourdes Andrade.

Além desses alinhamentos entre as equipes, o encontro serviu para debater a importância do cumprimento da Lei da Escuta Especializada Nº 13.431/2017, que trata da competência que todo servidor público deve desenvolver para tornar o atendimento eficiente e de qualidade para com as pessoas. A Coordenadora de Saúde Mental do Município e do Centro de Atenção Psicossocial, Catarina Pareite, elogiou a iniciativa da prefeitura e frisou a importância destes encontros.

“Precisamos trabalhar em parceria com os múltiplos profissionais. Ao realizar esta troca de informações entre as equipes ligas às Secretarias de Saúde, Assistência Social e Educação, nós adquirimos mais condições de encaminhar os pacientes ao atendimento certo, de forma ágil e de modo que o indivíduo seja atendido exatamente da forma que ele necessita,” enfatizou.

Last modified: 9 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content