Recadastramento do SUS: Agentes Comunitários de Saúde realizam mutirão para atender as famílias em domicílio

22 de janeiro de 2020

Fotos: Fernando da Hora / SECOM Gravatá

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Gravatá estão realizando visitas aos lares das famílias da cidade que são atendidas pelo Serviço Único de Saúde (SUS), com o objetivo de realizar o recadastramento dos usuários para melhorar os atendimentos em toda a rede. Nesta terça-feira (21) e quarta (22) foram os moradores de Russinhas e sítios vizinhos que foram contemplados com as visitas, que continuarão nos dias 27 e 28 na região.

“Com essa atualização dos cadastros, iremos conseguir entender a dinâmica das comunidades de cada distrito e de cada lugar do município, identificando as principais necessidades desses locais. É de grande importância ter essas informações atualizadas para que possamos levar programas de saúde, mutirões de atendimento, além de manter as Unidades Básicas de Saúde abastecidas, conforme o que a população de fato necessita”, explicou a Coordenadora da Atenção Básica, Cláudia Lins.

A medida visa atender à orientação do Ministério da Saúde, segundo o novo modelo de financiamento da Atenção Primária. No momento da visita, os agentes preenchem a ficha do E-SUS e, com a atualização e inserção da informação no sistema, é montado um mapa de planejamento de ações em saúde para cada território. No formulário, são colocadas informações sobre o domicílio visitado, além de dados individuais das pessoas que moram em cada residência, como o histórico de saúde e informações do cartão do SUS, por exemplo.

Para Maria Aparecida da Silva, moradora do sítio Boa Vista, no entorno de Russinhas, receber esse atendimento em sua própria casa foi fundamental para o cuidado da sua saúde e de toda a sua família.

“Todo mês eu tenho que ir ao posto de Russinhas pra pegar remédios controlados pra meu filho e também pra mim, porque sou hipertensa. Fiquei muito feliz com essa visita, porque a gente vê que há um cuidado e preocupação com a nossa saúde. É importante que um agente de saúde passe com frequência em nossas casas”, falou.

 

“Recebi os agentes com muita alegria, porque nós precisamos de serviços e acompanhamentos de saúde. Na minha casa, sou eu, meu marido e meus dois filhos. Agora, todos estão cadastrados no sistema. Vai ser muito bom pra nós”, disse Maria de Fátima de Lira”, que também mora no sítio Boa Vista.

A prefeitura alerta a população sobre a importância de permitir o acesso do profissional às residências, além de repassar as informações solicitadas. A Secretaria Municipal de Saúde também solicita àqueles que residem próximo às Unidades Básicas de Saúde que procurem realizar o cadastro nas próprias unidades, ou com o agente que atende a sua área de residência.

Last modified: 22 de janeiro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content