Prefeitura de Gravatá promove aulões de revisão para alunos que farão a OBMEP

15 de maio de 2019

Foto: Bruna Oliveira / SECOM Gravatá

Alunos de escolas públicas de todo país realizam na próxima terça-feira (21) as provas da Olimpíada Brasileira de Matemática de Escolas Públicas (OBMEP). Em Gravatá, professores de escolas da rede municipais de ensino intensificaram as aulas que preparam os estudantes para o exame.

Além das aulas que vêm sendo ofertadas no contraturno escolar durante o mês, os alunos estão recebendo nesta semana um aulão de revisão do conteúdo que será aplicado na prova. O aluno do 9º ano da Escola Capitão José Primo, Michael Alexandre, conta que se sente preparado para ter um resultado melhor este ano.

“Cheguei na segunda fase em 2018, mas agora estou mais confiante, tenho estudado bastante, respondido simulado e já estou bem familiarizado com o conteúdo da prova”, disse.

 

A diretora da instituição, Karla Regina, conta que após o aluno André Luiz, ter recebido premiação em 2018, os alunos ficaram mais motivados com o exemplo do estudante e hoje se interessam mais em participar de competições escolares.

“O André foi fundamental neste processo. Ele mostrou para os colegas que é possível e que o esforço vale a pena. Hoje vemos nossos alunos entusiasmados em participar da OBMEP, do SAEPE, de aulas de dança e isso tudo torna o aprendizado do aluno mais eficiente. Ficamos muito felizes com esta mudança na escola e esperamos obter bons resultados em 2019”, afirma.

Denival Bruno, 12, também se inspira em André e apesar de ainda não ter decidido o curso que prestará vestibular daqui a alguns anos, sabe que a matemática é fundamental no processo.

“Precisamos da matemática para tudo e eu quero estar preparado para me destacar no mercado de trabalho. Hoje já vemos que máquinas e os robôs estão cada vez mais desenvolvidos e exercendo as funções simples em fábricas e empresas, portanto é preciso que o homem se destaque”, falou o aluno do 6º ano.

O professor de matemática, Cléber Lima, explica que tão importante quanto preparar os alunos com o conteúdo matemática é a motivação para que o aluno acredite que é capaz.

“Eles possuem o exemplo dentro da nossa rede municipal. Tivemos dois alunos premiados no ano passado e foi um resultado muito bom, a Prefeitura de Gravatá está intensificando a preparação para que muitos André’s e Murilo’s se destaquem e conquistem um bom resultado”, explicou.

s provas da OBMEP da 1ª fase, compostas de 20 questões, são divididas em três níveis e estruturadas de acordo com a complexidade adequada aos estudantes de acordo com a etapa de ensino. No nível 1, participam os alunos do 6º e 7º Anos, enquanto que o nível 2 contempla o 8º e 9º Anos. O nível 3 é destinado a todo o Ensino Médio.

De caráter competitivo, os estudantes vencedores da olimpíada, dependendo das notas obtidas, ganham medalhas de ouro, prata e bronze. Além disso, o projeto serve de incentivo à iniciação científica e ingresso ao mestrado dos estudantes que tiverem as melhores colocações na avaliação.

Last modified: 15 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content