Prefeito Joaquim Neto acompanha nova pintura no viaduto de acesso à cidade

25 de novembro de 2019

Nos próximos dias, quem chegar a Gravatá pelo giradouro que dá acesso ao município, na Avenida Cícero Batista, será surpreendido ao ver uma nova obra de arte, bem na entrada da cidade. A pintura será do artista plástico e ceramista, Mário de Santinha, que nesta segunda-feira (25), ao lado do Prefeito Joaquim Neto, iniciou as primeiras pinceladas nos painéis do viaduto que fica no centro do giradouro. A previsão é que, em 15 dias, o trabalho já esteja concluído.

“Estamos revitalizando totalmente a entrada da cidade, o que envolve, também, os novos painéis que dão acesso à Gravatá, através do olhar e da sensibilidade desse artista, que é referência na nossa região e que, tão generosamente, resolveu nos presentear com o seu trabalho. É importante que, tanto os gravataenses, quanto aqueles que nos visitam, sejam recebidos dessa forma. A arte de Mário de Santinha aqui é a prova de que a gestão, além de outras coisas, também se preocupa com a qualidade estética da imagem de nossa cidade, como um lugar acolhedor e antenado com as novas tendências artísticas. Em nome de toda a cidade, agradeço, desde já, a Mário por sua iniciativa”, registrou o Prefeito Joaquim Neto.

Já tomando cores e formas, a pintura, que será composta por tons vibrantes, como o vermelho, amarelo, marrom e azul, por exemplo, formará um grande floral. A obra também será uma homenagem às mulheres gravataenses, já que rostos femininos farão parte da cena. Ao todo, cerca de 30 latas de tinta estão sendo utilizadas na obra.

“Cada trabalho que eu faço é com muito amor e carinho. Eu não sou gravataense, mas quis doar um pouco do meu tempo e arte para o município, que eu tanto amo. Me sinto muito satisfeito e feliz em saber que todo mundo que por aqui passar vai ver essa arte que estou fazendo com tanta dedicação”, destacou o artista.

Mário de Santinha é recifense e foi registrado como Amaro Alexandre da Silva. Trabalhou 23 anos com Francisco Brennand, que foi seu professor e maior incentivador nas artes plásticas e contabiliza 48 anos de carreira. Atualmente, seu ateliê está instalado em Gravatá.

O artista produz vasos com formatos e pinturas especiais, como tapetes cerâmicos, fruteiras, murais, letreiros, placas de sinalização, quadros e, também, usa como suporte outras superfícies cerâmicas pré-fabricadas, como pias de banheiros e outras, criando peças exclusivas. As obras são pintadas com tinta queimada em alta e baixa temperaturas, o que garante, segundo ele, um diferencial de textura e cor.

Last modified: 25 de novembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content