Parceria entre a Prefeitura e ONG Amigos do Trem realiza trabalho de limpeza e reconhecimento da área na linha ferroviária

12 de dezembro de 2017

Fotos: Anderson Souza / SECOM Gravatá

O prefeito Joaquim Neto recebeu nesta terça-feira (12) representantes da ONG Amigos do Trem que tem como missão preservar a linha ferroviária.

Cortado pela ferrovia que era o principal meio de transporte até a década de 80, o município de Gravatá é rico em história e possui um grande potencial para que seja instalado um aparato turístico pelos trilhos históricos.

A parceria com a ONG irá realizar uma limpeza intensa pelo perímetro de 18km. Os serviços de capinação, remoção de terra, pedras e entulhos irá permitir o reconhecimento da área e permitirá a inserção de um trem turístico que irá ligar Gravatá a Russinhas.

“Fazemos esse trabalho no Brasil inteiro e conseguimos já colocar muitos trens em atividade. A linha ferroviária de Gravatá é riquíssima, tem 14 túneis, 6 viadutos e cerca de 18km de extensão, é um percurso com belas paisagens que torna a experiência ainda mais agradável. Junto com a Prefeitura, tenho certeza que esse trabalho será muito próspero.” Afirmou o Diretor Regional de Pernambuco da ONG Amigos do Trem, André Cardoso.

Representante da Comunidade Casa Nova 2, Neguinho acompanhou a reunião e ficou empolgado com o processo.

“É gratificante demais ver que a Prefeitura está olhando pela minha comunidade com carinho. Lutamos por isso há mais de uma década  e é a primeira vez que recebemos uma sinalização positiva e que nós já vemos a valorização da Zona Rural. Meu pai tem 86 anos e me confessou que é a primeira vez que viu a estrada de Casa Nova tão boa quanto está agora. Esse projeto mudará a vida de muitas famílias da região e eu me sinto extremamente feliz.” Afirmou.

 


“Esse é um projeto pelo qual tenho um grande carinho e já batalho há um bom tempo, a história deve ser preservada e isso com certeza irá aquecer o turismo em Gravatá e gerar muitos empregos diretos e indiretos para a população.” Afirmou o prefeito Joaquim Neto.

 

Last modified: 12 de dezembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content