Natal de Paz e Luz dá um show de inclusão social

24 de dezembro de 2018

Fotos: SECOM Gravatá

O Natal de Paz e Luz chegou neste domingo (23) a mais uma noite de apresentações com sucesso de público.

A programação está agradando toda a família, que pode prestigiar espetáculos teatrais, musicais, acrobacias aéreas e dança. Cerca de mil artistas gravataenses estão envolvidos na realização da festa.

A Inclusão social também está ganhando destaque. Uma ala composta por cerca de 40 crianças e adolescentes do Centro de Inclusão Gravatá abre o desfile. Eles vêm vestidos de vermelho representando o amor. 

“Meus dois filhos estão participando e é uma alegria enorme para mim, porque eles ficam felizes e me pedem para desfilar, coisa que não acontecia, principalmente com meu filho que não gostava de ter muito contato com as pessoas. Eu vejo uma grande evolução após ele receber acompanhamento do CIG, só tenho o que agradecer ao prefeito por olhar de forma especial para estas crianças” disse Alciene Pereira, autônoma.

Os alunos surdos da Escola Municipal Cônego Eugênio Vila Nova também participam da festa, cantando em LIBRAS as músicas do desfile. Todo o espetáculo teatral também está sendo interpretado em LIBRAS por profissionais da Secretaria de Educação.

A adolescente Anne Caroline, 17 anos, é cadeirante e também está participando do desfile. Ela conta sobre a importância da inclusão.

“É uma grande oportunidade para mostrar as pessoas que podemos. Muita gente está nos vendo na avenida e percebendo que somos capazes. Ano que vem espero que mais pessoas com deficiência participem e sintam o mesmo que eu estou sentindo” afirmou.

No espetáculo “Noite Feliz” um dos grandes momentos é a participação do cadeirante Eduardo Vasconcelos. 

“A marca registrada de Dudu é o sorriso e ele é contagiante. Durante os cinco anos que eu tenho trabalhado com ele já aprendi muito, principalmente sobre o verdadeiro significado de felicidade” disse Wanderson José, coreógrafo.

O prefeito Joaquim Neto afirma que o intuito é promover um espetáculo com a verdadeira inclusão.

“Tem que acabar com essa história de que uma pessoa com deficiência é incapaz de fazer isto ou aquilo. Eles precisam de oportunidades para mostrar do que são capazes. Não são “coitadinhos”, são gente como a gente e são grandes artistas” disse.

A programação continua nos dias 24, 25, 28 e 29 de dezembro com grandes apresentações dos artistas da terra.

Last modified: 24 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content