Mutirão de atendimento da Defensoria Pública tem início em Gravatá

6 de outubro de 2017

Durante o primeiro dia de atendimento, defensores públicos federais tiraram dúvidas e prestaram assistência jurídica a população de Gravatá. Maria da Penha foi logo cedo a casa da Sociedade Municipal 15 de novembro, no centro da cidade, onde a equipe está instalada, para procurar ajuda.

 

“Eu sou trabalhadora rural e não sabia como proceder para solicitar a minha  aposentadoria. Quando soube dessa ação, corri logo pra cá para tirar as minhas dúvidas. Agora saio daqui mais informada e com a orientações necessárias que vão me ajudar e muito daqui pra frente”. Disse  

O programa intitulado “DPU para todos” atua na área assistência jurídica para a saúde com obtenção de medicamentos, tratamentos e cirurgias. Contra o INSS, para benefícios, aposentadorias e pensões. Com a Caixa Econômica Federal, em problemas com os diversos tipos de financiamentos como o Minha Casa, Minha Vida e Financiamento Estudantil (FIES). Entre outros tipos de ações na Justiça Federal. Outra importante atuação da DPU é com grupos vulneráveis da sociedade, como moradores de rua, catadores de lixo, indígenas, quilombolas, comunidade LGBT, travestis, transexuais. Todo atendimento da DPU é gratuito.

Na tarde de ontem, a equipe de defensores públicos se reuniu com secretários municipais para identificar áreas de vulnerabilidade social e atuar em parceria com o município.O atendimento ao público permanece hoje até ás 16h e amanhã (07) das 8h às 12h, na Sociedade Musical 15 de Novembro (Praça Aarão Lins de Andrade, S/N, Centro).

 

Last modified: 6 de outubro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *