MARIA CÉLIA SOARES: A NOVA PRESIDENTE DA ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE GRAVATÁ – ALAG

15 de janeiro de 2017

Allan-Torres-SECOM-Gravatá13-1024x683

Nossa homenagem a professora Maria Célia Soares, a nova presidente da Academia de Letras e Artes de Gravatá – ALAG,  fundada em 26 de outubro de 1997 com  a missão de estimular, contribuir, divulgar e defender a Cultura e as Artes em Gravatá. A entidade reúne hoje 26 acadêmicos, imortais que se dedicam em enaltecer e difundir a cultura e as artes da nossa cidade, do nosso país, do mundo e no mundo.

Desejamos e essa guerreira cultural uma gestão  de muito vigor. A Prefeitura de Gravatá está de portas abertas para receber e colaborar com esta importante entidade cultural que tanto nos traz orgulho.

Com um poema do primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, o escritor Machado de Assis, nascido em 1839, enaltecemos essa brilhante figura gravataense, que ao lado do seu multicultural esposo –  o jornalista  Ricardo Carvalho, vem com tamanha simplicidade, graça e competência  incentivando e difundindo as iniciativas culturais da nossa querida Gravatá junto aos demais acadêmicos da ALAG.

Círculo vicioso

Bailando no ar, gemia inquieto vagalume:

“Quem me dera que eu fosse aquela loira estrela

Que arde no eterno azul, como uma eterna vela!”

Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme:

“Pudesse eu copiar-te o transparente lume,

Que, da grega coluna à gótica janela,

Contemplou, suspirosa, a fronte amada e bela”

Mas a lua, fitando o sol com azedume:

“Mísera! Tivesse eu aquela enorme, aquela

Claridade imortal, que toda a luz resume”!

Mas o sol, inclinando a rútila capela:

Pesa-me esta brilhante auréola de nume…

Enfara-me esta luz e desmedida umbela…

Por que não nasci eu um simples vagalume?”…

Last modified: 23 de janeiro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *