Mais inclusão: Escolas municipais passarão por reformas para acessibilidade de estudantes com deficiência

8 de maio de 2019

Escolas da rede municipal de ensino de Gravatá irão receber reformas com o intuito de adequar as estruturas físicas para tornar os ambientes mais acessíveis aos estudantes, funcionários e visitantes com deficiência física ou dificuldades de locomoção. Entre as adequações, estão a construção de rampas, sanitários adaptados e instalações de corrimão. Além disso, algumas instituições irão receber a implantação de salas de recursos multifuncionais, para atender os estudantes do Atendimento Educacional  Especializado – (AEE).

“Esse serviço é muito mais do que uma obra na estrutura física. Ele tem uma grande importância social. Promover um espaço adequado e mais acessível faz com que o ambiente escolar seja mais acolhedor e que atenda às necessidades de todos, garantindo, inclusive, o cumprimento da lei de acessibilidade. Começaremos com cinco escolas municipais, mas nosso objetivo é proporcionar essas melhorias em outras instituições escolares e em outros espaços públicos, mais adiante,” disse a Secretária Executiva de Infraestrutura, Ana Paula Remígio.

A arquiteta responsável pelas reformas nas unidades de ensino, Jéssica Lira, explica como o projeto foi iniciado.

“Fizemos um levantamento das escolas que tinham as maiores necessidades dessas adequações e enviamos um relatório para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação- (FNDE). Tivemos cinco escolas contempladas. Já estamos com o capital e com todos os projetos no papel. Iremos, agora, realizar cotação orçamentária nos armazéns locais para que no tempo mais breve possível, possamos começar as obras, pontuou.

O Prefeito Joaquim Neto, que tem a inclusão social como uma das grandes marcas de sua gestão, destacou a importância destas ações.

“Quando criamos ambientes em que todos possuem acesso, ao promovermos a inclusão social, estamos gerando melhoria na qualidade de vida de todas as pessoas. Com essas reformas, os nossos alunos terão um ambiente escolar mais adequado e, consequentemente, terão maiores rendimentos no desenvolvimento escolar e social,” registrou.

Esta iniciativa da prefeitura é possível a partir da parceria com o Programa Escola Acessível ligado ao FNDE, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola – (PDDE). No município, o projeto está sendo realizado em parceria com as Secretarias de Infraestrutura e de Educação. 

Confira as escolas municipais contempladas com o programa:

– Edgar Nunes Batista – Av. Agamenon Magalhães – Centro;

– José Batista de Melo – distrito de Avencas;

– Capitão José Primo de Oliveira – Av. Joaquim Didier – Centro;

– Cônego Eugênio Vilanova –  rua 17 – Cohab II;

– Amenayde Farias – rua 7 de Setembro – Centro.

Last modified: 8 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content