Junina Traquejo volta a competir em concursos de quadrilha e brilhar no São João Comunitário

13 de junho de 2017

Fotos: Allan Torres e Anderson Souza / SECOM Gravatá

Narrada em versos de cordel, a Junina Traquejo faz homenagem ao poeta José Ednardo Soares da Costa Sousa, com o espetáculo intitulado “A Saga do Pavão Misterioso”, importante obra do compositor.

Após ser campeã pernambucana em 2013, a Junina Traquejo se afastou dos concursos de quadrilha, voltando apenas agora em 2017, ano em que teve todo o incentivo e parceria da Prefeitura de Gravatá.

Ao todo são 90 integrantes, sendo 33 casais que dançam ao som de clássicos do forró pé de serra e romântico.

A Traquejo estreou em 2017 no Concurso da Globo Nordeste e está aguardando o resultado das finalistas, que sai dia 17. No último sábado (10) participou da Primeira Fase do Concurso Pernambucano de Quadrilhas e aguarda também o resultado para avançar para a final.

Com a volta do São João Comunitário, a Traquejo se apresentou na noite de ontem (12) para a cidade de Gravatá, que esperava ansiosa o seu retorno.

“É sempre muito bom dançar para Gravatá, as pessoas são muito acolhedoras e valorizam o nosso trabalho” O coreógrafo da Traquejo Wanderson José, completa. “Voltamos muito confiantes para as festas juninas, a Traquejo está disputando entre as melhores de Pernambuco, vamos lutar pelo título.”

Last modified: 13 de junho de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *