Inscrição no Cadastro Único passa a ser obrigatória para beneficiários do BPC

25 de outubro de 2017

As pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem se inscrever no Cadastro Único até 31 de dezembro de 2017. Após a data, as famílias que não estiverem cadastradas perderão o direito de receber o benefício a partir de janeiro de 2018.

O BPC é a garantia de um salário mínimo mensal ao idoso acima de 65 anos ou ao cidadão com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.

A inscrição no Cadastro Único também permite que o beneficiário tenha acesso a outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso, entre outros.

Para a revisão cadastral e para inserção no CadÚnico, o beneficiário precisa apresentar original e cópia dos seguintes documentos: comprovante de residência, carteira de identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, contra-cheque (principalmente, sendo servidor público), certidão de casamento ou divórcio, certidão de óbito (do integrante falecido) dos integrantes adultos da família, certidão de nascimento, cartão de vacina (0 a 7 anos), declaração da escola (6 a 17 anos) e a declaração do Conselho Tutelar ou Termo de Guarda para os responsáveis dos menores, caso o pai ou mãe não integrem a família.

Unidades de atendimento em Gravatá:

CadÚnico: Rua Isaltino Borges, 33. Bairro Prado. Ao lado do Posto I.

CRAS I: Rua 1º de Janeiro, 98. Bairro Cruzeiro. Próximo a SUCAM.

CRAS 2: Área Verde. Próximo ao Posto Ana Caminha.

CRAS 3: Bairro Novo. Próximo ao Posto 3.

CRAS 4: Bairro Maria Auxiliadora. Próximo a Escola Maria Alice da Veiga Pessoa.

 

 

Last modified: 25 de outubro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *