Gravatá sedia XVIII Congresso do Ministério Público de Pernambuco

30 de maio de 2019

Fotos: Ricardo Labastier / SECOM Gravatá

Mais uma vez, o município de Gravatá é escolhido para sediar grandes eventos. De 29 a 31 de maio, a cidade é palco para o XVIII Congresso do Ministério Público de Pernambuco – (MPPE), que reúne promotores, juízes e procuradores para fazer um importante debate sobre “O diálogo como fundamento do Estado Democrático”, tema escolhido para esta edição. O evento, que é promovido pela Associação do Ministério Público de Pernambuco, acontece no Hotel Portal de Gravatá e tem o objetivo de fortalecer a prática jurídica dos profissionais de todo o estado.

“Temos aqui a oportunidade de deixar um pouco de lado a pesada rotina profissional para ouvir novas ideias, trocar experiências e expandir nossos horizontes. A Associação do Ministério Público de Pernambuco cumpre mais uma vez um de seus principais temas estatais, a proposta de debates de ideias para fomentar futuras ações de interesse geral,” explicou Marcos Carvalho, Presidente da Associação do MPPE.

Na cerimônia de abertura, realizada na noite desta quarta-feira (29), no hotel onde acontece o congresso, o Prefeito Joaquim Neto deu as boas-vindas aos juristas.

“Ficamos muito felizes em recebê-los em nossa cidade. Gravatá tem estreitado as relações com o Ministério Público e o resultado disso tem sido muito favorável para a nossa população, que, agora, conta com mais transparência em nossas ações e gastos públicos. Também firmamos parceria com o MPPE, através do programa Cidade Pacífica, e já registramos diminuição nos índices de violência no município. Estamos nos planejando para aderir a mais um programa, que incentiva o retorno às aulas de alunos que desistiram, afinal, a educação é a melhor maneira de formar cidadãos,” pontuou.

Uma das anfitriãs do evento, a promotora Fernanda Nóbrega, que atua há mais de 15 anos na comarca de Gravatá, afirma que o momento é de extrema importância para a situação atual do país.

“Temos vivido muitas mudanças e pautar a democracia no diálogo é fundamental para qualquer nação. Fico feliz em reencontrar colegas e poder apresentar minha cidade a eles. Também estou tendo a oportunidade de conhecer novos integrantes do grupo que foram nomeados. Este é um momento para trocar experiências,” disse.

A Procuradora Geral em exercício, Laís Teixeira, elogiou a escolha do tema e refletiu sobre a necessidade do diálogo nas atividades do MPPE.

“Nós vivemos em tempos de abusos, conflitos e intolerância. Ter essa proposta de debate é algo ímpar. Em um primeiro momento, pensamos em um debate externo, com outras instituições e com a sociedade, porque representamos a todos. Mas vou além, ao dizer que me alegro, principalmente, por debater com meus colegas, já que diálogo bom é o que começa dentro de casa, priorizando sempre o respeito e o fortalecimento da nossa luta,” disse.

Os congressos do Ministério Público de Pernambuco acontecem anualmente. A cada ano, uma cidade é escolhida entre todo o estado para sediar o evento, que é um dos maiores de toda a comunidade jurídica do estado. Cada edição traz um tema específico para ser discutido pelos profissionais.

Last modified: 30 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content