Gravatá oferece curso de Libras para Agentes Comunitários de Saúde

23 de janeiro de 2019

Fotos: Bruna Oliveira / SECOM Gravatá

Teve início nesta quarta-feira (23) o curso de LIBRAS para a primeira turma dos Agentes Comunitários de Saúde – (ACS) de Gravatá. O projeto, que é pioneiro entre os municípios pernambucanos tem o intuito é de capacitar os agentes e facilitar a comunicação com os deficientes auditivos nos atendimentos domiciliares, além de proporcionar a inclusão social.

A presidente da AMACS (Associação Municipal dos Agentes Comunitários de Saúde), Tatiane Fradique, conta que se surpreendeu com o número de inscritos ao anunciar o curso.

“A comunicação entre os agentes e a comunidade surda era bem difícil e, nós, somos os profissionais responsáveis pelo contato frequente nas residências, precisamos dialogar e saber o que o paciente precisa. Quando demos a notícia que a Prefeitura estava com as vagas do curso abertas para os ACS’s tivemos uma grande surpresa com a alta procura, já montamos uma segunda turma e pelo número de cadastro reserva teremos que capacitar mais turmas de profissionais da saúde”, disse.

A Secretária de Saúde, Fernanda Santana, pontua os benefícios dos profissionais conseguirem uma boa comunicação com todos.

“Trabalhamos para proporcionar um serviço público de saúde melhor a cada dia e ele precisa ser acessível para todos. Com este curso estamos preparando nossos agentes para que possam realizar um atendimento com mais eficiência à comunidade surda”, falou.

Em 2018, o curso básico de LIBRAS foi realizado pelos pais, parentes e amigos próximos dos alunos surdos, bem como para professores e profissionais que trabalham na educação.

“Tivemos esta iniciativa e o resultado foi ótimo, criamos um ambiente escolar mais acolhedor e fortalecemos a comunicação no vínculo familiar. Agora estamos dando mais um importante passo com a capacitação dos Agentes de Saúde”, falou a Secretária de Educação, Iris Dias.

As aulas estão sendo realizadas no auditório da Secretaria de Educação a partir das 15h. As aulas serão lecionadas pelo professor José Roberto de Lima, que já capacitou diversos alunos durante os anos de 2017 e 2018. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Gravatá através das Secretarias de Saúde e Educação junto com o NAEE – Núcleo de Atendimento e Educação Especializada. 

 

Last modified: 23 de janeiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content