Gravatá atinge meta da campanha de vacinação contra a Influenza

24 de maio de 2019

Foto: SECOM Gravatá

A campanha de vacinação contra a Influenza foi um grande sucesso em Gravatá, atingindo a meta proposta pelo Ministério da Saúde, que é de 90% das pessoas que estão nos grupos prioritários. Até o momento 23.685 doses foram aplicadas, o que equivale a 91, 95% dos gravataenses que deveriam ser imunizados já aderiram a campanha e receberam a dose da vacina.

Uma campanha intensiva foi realizada com os munícipes. Folders informativos foram entregues a população, todas as Unidades de Saúde estão ofertando as doses, vacinação nas residências de pessoas acamadas ou com dificuldades de locomoção, assim como em bairros mais distantes e zona rural, vacinação diretamente nas escolas, em abrigos, em programas sociais que possui o público alvo, mutirão no dia “D” com horário estendido e em locais estratégicos, unidades de saúde volante no centro da cidade, mercado cultural, feira livre e locais de grande movimento.

A Secretaria de Saúde agradece a todos envolvidos e parabeniza o empenho dos profissionais e da população que aderiram a campanha.

“Temos uma equipe excelente, que se dedica e trabalha com amor em prol de um só objetivo e o resultado não poderia ser outro, nossa população está imunizada e protegida. Precisamos cada vez mais conscientizar a população da importância dessa vacina, desmistificando a ideia de que ela causa a gripe, porque é o contrário, ela previne!” Disse o Secretário de Saúde, Luiz Ribamar Melo

A campanha segue até o dia 31 de maio em todas as Unidades de Saúde do município. Confira se você está entre os grupos prioritários de vacinação e não deixe para a última hora:

– Crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos;
– Grávidas em qualquer período gestacional;
– Puérperas (até 45 dias após o parto);
– Trabalhadores da saúde;
– Povos indígenas;
– Idosos;
– Professores de escolas públicas e privadas;
– Pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais (problemas respiratórios, diabéticos, hipertensos, transplantados);
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;
– Funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade;
– Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas.

Last modified: 24 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content