Exposição fotográfica em homenagem aos 80 anos da Escola Capitão José Primo de Oliveira emocionou o público nesta quinta (05)

6 de setembro de 2019

Fotos: Ricardo Labastier e Bruno Sant’Ana/ SECOM Gravatá

A noite desta quinta-feira (05) foi marcada por muita emoção e boas memórias. Em comemoração aos 80 anos da Escola Capitão José Primo de Oliveira, primeira unidade de ensino da rede municipal de Gravatá, a prefeitura, através da Secretaria de Educação, realizou uma exposição fotográfica que contou a história da instituição. O evento, que foi realizado no Memorial de Gravatá, contou com a presença do prefeito, autoridades municipais, além de antigos e atuais estudantes e professores da escola.

“O evento teve o grande significado de relembrar aos gravataenses, principalmente aos jovens, a construção dessa história, com o auxílio de personalidades importantes para a nossa cidade. São 80 anos de funcionamento da Capitão José Primo e foi muito emocionante ver a alegria que cada um demonstrou aqui ao relembrar sua própria história ao ver as fotografias expostas,” enfatizou o Prefeito Joaquim Neto.

Com imagens antigas que registraram momentos importantes da instituição, organizadas em linha cronológica, a exposição trouxe registros de personalidades gravataenses que contribuíram para o desenvolvimento da unidade, ao longo de sua existência. Esse foi o caso da atual Presidente da Academia de Artes e Letras de Gravatá, Maria Célia Soares, que foi aluna, ex-professora e ex-diretora da escola.

“Quando somos professores, temos muito amor pela educação. Eu tive a felicidade de participar da história da Capitão José Primo trabalhando por essa escola tão representativa na nossa sociedade. Perpetuar a história é muito importante e emocionante para nós que fizemos parte dessa instituição tão querida,” registrou Célia.

 

“É um privilégio estar presente num dia tão especial pra minha escola como esse. Meus tios foram estudantes de lá, como eu sou hoje. Então, essa escola faz parte da história da minha família também e tenho muito carinho por ela,” disse Marcos Janailton, aluno da Educação de Jovens Jovens Adultos da escola.

A Secretária de Educação, Iris Dias, prestigiou o evento e fez questão de ressaltar o grande objetivo da exposição.

“Hoje, trouxemos à tona a identidade das pessoas que construíram a história da Escola Capitão José Primo, através das memórias. O grande objetivo da noite de hoje foi o de preservar a identidade de um povo e de celebrar um marco histórico tão importante,” explicou.

O acervo fotográfico foi cedido por Bosco Farias, poeta, escritor e também ex-aluno da unidade. O poeta é também filho de Marinha Farias, a primeira gestora da escola, tendo assumido o cargo desde a sua fundação, no dia 31 de julho de 1939 até 1952, momento em que sua tia, Amenayde Farias, assumiu a direção até 1975, completando, assim, 36 anos de gestão escolar por duas irmãs gravataenses. Atualmente, a instituição tem como gestora escolar a educadora Karla Regina, que está à frente da direção desde 2017.

Last modified: 6 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content