Distrito de São Severino comemora o dia do seu padroeiro na próxima terça-feira (08)

4 de janeiro de 2019

Foto: SECOM/ Gravatá

Com o mesmo nome de seu padroeiro, São Severino, o distrito, localizado a 9,3 km do centro de Gravatá, irá comemorar o dia do santo, com uma missa que será celebrada pelo Padre Edmilson Santos e com a participação do Ministério Musical de São Severino, a partir das 19h.

Ainda fará parte da programação com alunos da crisma da comunidade e da primeira eucaristia, além da realização de batizados durante o dia.

Sandro Silva, administrador do distrito, fala o quão importante é celebrar o dia do padroeiro junto com os devotos.

“Acho muito importante celebrarmos o dia do padroeiro de nosso distrito. É muito bonito ver a fé, a devoção e o empenho de todos da comunidade em participar. Com a ajuda da Prefeitura de Gravatá e do nosso Prefeito Joaquim Neto, vamos comemorar o legado de São Severino,” falou.

Embora o dia de São Severino seja comemorado em todo o nordeste no dia 08 de janeiro, as comemorações no distrito também se estenderão dos dias 31 de janeiro a 3 de fevereiro, datas em que haverá ainda muita festividade no distrito, com missas e procissão.

HISTÓRIA DE SÃO SEVERINO

O discípulo e biógrafo de Santo Severino, chamado Eugípio, afirma que ele teria nascido no século V, em 410, em Roma, na Itália. Era de família nobre e muito rica. Tinha ótima educação, falava fluentemente bem o latim e era, ao mesmo tempo, uma pessoa humilde e profundamente caridosa. Severino tinha o dom da cura, da profecia e do conselho. Ele vivia fielmente os votos sacerdotais, fazia muita penitência e rezava sempre ao divino Espírito Santo.

Com suas profecias, acertava as datas das invasões e avisava as comunidades do perigo eminente. Em Asturis, ele profetizou a invasão e mortes comandadas por Átila, rei dos hunos, habitantes da Hungria. As pessoas, porém, não lhe deram atenção e zombavam dele. Pouco depois da partida de Severino a cidade foi invadida, saqueada e os habitantes foram mortos. Chegando a Comagaris e depois Comagene, lugares dominados por invasores, socorria as pessoas, conseguindo o respeito inclusive dos inimigos.

A história de São Severino está repleta de graças e milagres. Ele predisse a data de sua morte e que sua Ordem Religiosa seria expulsa da região do Danúbio. Ele morreu no dia 8 de janeiro de 482, depois de pronunciar uma frase do Salmo 150: “Todo ser que tem vida, a deve ao Senhor”.

Last modified: 4 de janeiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content