CIG retoma atendimentos presenciais nesta quarta-feira (12)

12 de agosto de 2020

Foto: Vanessa Bastos/SECOM Gravatá

O Centro de Inclusão Gravatá (CIG) retomou os atendimentos presenciais na manhã desta quarta-feira (12). Devido à pandemia de Covid-19, os atendimentos estavam sendo realizados de forma online, com exceção de algumas visitas de profissionais à casa de pacientes que apresentavam maior necessidade de atendimento presencial durante esse período.

“Esse retorno é de suma importância pelo simples fato de nós, profissionais da área, sabermos quais pacientes apresentam as dificuldades e as limitações que exigem um contato mais direto. Com o isolamento social, essas crianças passaram a demandar um acompanhamento presencial emergencial. Cada profissional tem sua metodologia e eu costumo mostrar para os pais a evolução da criança a cada sessão. Acho isso muito importante. Durante o isolamento, passei vídeos para os pais pudessem reproduzir em casa”, destacou a psicopedagoga Fabiana Araújo.

Devido às medidas de segurança que ainda estão sendo exigidas, o centro irá reduzir o número de atendimentos e aumentará o intervalo entre as sessões para evitar aglomeração. Além disso, há a exigência de que os pacientes usem máscaras no ambiente e passem álcool em gel nas mãos, que está sendo disponibilizado na entrada do CIG. Hoje, José Ricardo, de 10 anos, teve sua primeira sessão no centro e sua mãe, Alexandra Belarmino, falou sobre suas expectativas.

“Eu e a professora descobrimos a dificuldade dele no aprendizado e fui para um posto de saúde. Lá, me indicaram o CIG e, aqui, ele foi bem recebido. Espero que ele tenha um bom resultado e acompanhe as crianças da idade dele. Sei que ele é capaz. Também sei que aqui tem bons profissionais. O meu filho me deu forças na minha depressão e sempre me incentivava a participar do projeto Movimento e Dança daqui do CIG”, relatou.

Atualmente, 500 crianças são atendidas no centro, que conta com fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, psicólogos, médicos, educadores físicos, pedagogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e massoterapeutas.

Last modified: 12 de agosto de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content