Alunos da Escola Municipal Irmã Judith aprendem sobre a história de Gravatá

13 de março de 2020

Fotos: Bruno Santana / SECOM Gravatá

Se depender da Escola Municipal Irmã Judith, a história da cidade de Gravatá não será esquecida. Os estudantes do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental embarcaram em uma viagem no tempo e estudaram durante toda a semana fatos e personalidades que contribuíram com a construção da cidade.

Colagem de fotos com antes e depois de prédios históricos, curiosidades sobre a bandeira e o hino de Gravatá, resgate cronológico sobre o período em que Gravatá era fazenda até os dias atuais, tudo isso despertou nos alunos a vontade de saber mais, e as dúvidas foram tiradas nesta sexta-feira (13), pela historiadora Dilsa Farias e pela professora Idalina Pereira, convidadas pela escola para darem uma aula de história nas vésperas do aniversário de 127 anos da cidade.

“Nossa cidade tem uma história riquíssima e que poucas pessoas conhecem. Poder contar para essa nova geração e ver as crianças interessadas e curiosas em aprender é a melhor recompensa para nosso trabalho. Já sou pesquisadora há mais de dez anos e toda hora aprendo um pouco mais”, disse Dilsa.

 

“Sou apaixonada por Gravatá, vivi grandes momentos nessa cidade e vi muita coisa mudar. Poder contar essas histórias me deixa muito feliz. As crianças que hoje escutam, serão as que amanhã poderão contar para as próximas gerações”, falou Idalina.

O projeto foi idealizado pela professora Cibelle Oliveira de Carvalho, que se surpreendeu com a participação dos alunos.

“Eles ficaram muito interessados, ficaram curiosos e toda hora surgiam perguntas. O resultado foi muito positivo e a expectativa é que o projeto seja expandido nos próximos anos, para que mais crianças tenham acesso a essas informações”, destacou.

 

“Eu amei. Foi muito importante saber sobre o antigo cinema, os casarões, a prefeitura. Meus pais falaram que estiveram em muitos desses lugares antigamente e isso me deixou muito feliz”, contou Ana Beatriz Alves, 8 anos, aluna do 3º ano.

Last modified: 13 de março de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content