1º dia de campo dos produtores de goiaba foi realizado nesta quinta-feira (28)

29 de novembro de 2019

Fotos: Bruno Santana / SECOM Gravatá

A Prefeitura de Gravatá, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, em parceria com Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), realizou nesta quinta-feira (28) o primeiro encontro entre os produtores e vendedores de goiaba do município e os engenheiros agrônomos do instituto, para dar início ao projeto de assessoria técnica para a produção da fruta na cidade. O encontro foi no Assentamento Várzea Grande e contou com a presença do Vice-prefeito, Danilo Melo, e o Secretário de Desenvolvimento Rural, Aarão Netto.

“Tão importante quanto produzir é fazer o produto chegar até o consumidor com a maior garantia de qualidade possível. Além de a prefeitura estar apoiando os trabalhadores rurais com serviço técnico e de assessoramento, nós também temos o compromisso de auxiliá-los em diversos sentidos, como é o caso dos serviços que melhoram as estradas pra que a distribuição da mercadoria seja feita com segurança e rapidez, por exemplo”, destacou o Vice-prefeito.

O serviço de assessoria do IPA consistirá no apoio técnico aos produtores, através de um estudo dos processos de plantio e cultivo da terra onde é produzida a goiaba, nas diferentes áreas da zona rural da cidade. Os profissionais desenvolverão técnicas e recursos que proporcionarão maior produção e aproveitamento do produto. Além disso, os produtores serão auxiliados na ação de reaproveitamento das frutas, uma vez que 30% das goiabas costumam ser descartadas a cada safra no município por apresentarem manchas nas cascas.

“Um dos grandes objetivos desse evento também foi mostrar aos técnicos do IPA nossa produção, que, atualmente, corresponde a 150 hectares de goiaba, sendo nossa principal fonte de renda. Ter o apoio da gestão pública, como a Prefeitura de Gravatá e o instituto, é de grande importância, porque isso nos dá o suporte necessário para que possamos aprimorar o cultivo e melhorar a qualidade dos frutos”, disse o produtor Eugênio Gomes.

O Presidente da Associação dos Produtores de Várzea Grande, Rinaldo Barbosa, foi o primeiro produtor a cultivar goiabeiras na região, iniciativa que deu certo e que, hoje, emprega mais de 150 pessoas no município.

“No começo, tive um pouco de dificuldade, tanto pela falta de informação, quanto pela minha inexperiência. Eu persisti e, hoje, tenho orgulho do que nós já conquistamos. Somente na minha produção, que possui 10 hectares, tiro mensalmente 800 caixotes de goiaba e emprego sete trabalhadores,” relatou.

Na ocasião, representantes do Banco do Nordeste também estiveram presentes para apresentar as facilidades de crédito para os produtores, por meio da parceria do banco com a prefeitura, através do Programa Mais Para Você.

“A produção agrícola é uma das maiores fontes de renda de Gravatá e estimular o cultivo, dar condições para que eles possam ampliar suas lavouras é nossa grande missão. Hoje, trouxemos aqui o Banco do Nordeste, grande parceiro da prefeitura, e que tem linhas de financiamento especiais para os agricultores”, pontuou o Secretário de Desenvolvimento Rural, Aarão Netto.

Um resultado que já é visível, por meio da parceria entre o IPA e a prefeitura, é a criação de uma associação entre as mulheres que vivem nas comunidades de Várzea Grande, Retiro Saudoso, Perseverança, Palmeiras, Resina, Uruçu-Mirim e Águas Claras. Elas estão fabricando produtos artesanais a partir da goiaba, como doces, bolos, poupas, e outros itens que, a cada dia, têm ganhado mais clientes e proporcionado maior reaproveitamento do produto.

Last modified: 29 de novembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content